top of page
Buscar

Dezembrou!


Olá, pessoal, tudo bem com vocês? Comigo está tudo bem. Nossa, estava pensando aqui, já dezembrou né galera! Nuh, fiz tanta coisa esse ano que nem dei conta de ver o tempo passar. Com vocês também foi assim? Me contem aí. 


Galera, dezembrou mas o ano ainda não acabou não é verdade?! Por isso, por aqui eu continuo a todo vapor com umas demandas antes de tirar o merecido recesso para as festas de fim de ano. 


Bem, para começar a contar sobre como está sendo meu dezembro, começo destacando umas datas muito bacanas que comemoramos neste mês. Vocês já sabem que sou boa em datas né?! Então, dezembro, já no dia 02, logo no comecinho, comemoramos o dia nacional das relações públicas e claro que essa RP aqui não ia esquecer desse dia tão especial para minha profissão.  


Vocês sabiam que eu atuo como RP na AIC? Eu já falei sobre isso em alguns posts que fiz nesse blog. Sou muito feliz e honrada por ser a 1ª RP com SD no Brasil, uma pena essa estatística ser ainda muito pequena, bem que podia ter mais pessoas com deficiência formada em RP e outras graduações e exercendo suas profissões, só assim a gente poderia dizer que avançamos bastante na inclusão da pessoa com deficiência no ambiente profissional de forma efetiva e respeitosa. 


Além de RP na AIC, sou também conselheira no CONRERP 3ª região (Conselho Regional de Relações Públicas dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo), outro ponto de avanço quando se trata de inclusão e profissionalização. Eu como RP atuo em muitas frentes na minha profissão, por isso, tenho certeza de que se nos derem oportunidade e condições de trabalho exerceremos nossa profissão com qualidade e eficiência em qualquer espaço. 

   

Por falar em pessoa com deficiência, logo coladinho com o dia da RP está o dia internacional da pessoa com deficiência (03 de dezembro). Essa data foi criada pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1992 com objetivo de conscientizar a população a respeito da importância de assegurar melhor qualidade de vida a todas as pessoas com deficiência no planeta. Ela busca ampliar a acessibilidade e a inclusão das pessoas com deficiência na sociedade. 


Vejam bem, foi em 1992, eu nasci em 1993, no ano seguinte. Já se passaram 31 anos desde a criação da data e ainda hoje é preciso a gente continuar dizendo para o mundo que nós também somos sujeitos pertencentes a esse mundo e que, nossos direitos precisam ser assegurados. Espero que não passem mais 30 anos até que novos avanços, conscientização, rompimento do capacitismo seja uma realidade social.  


Conto com vocês nessa luta, pois a construção social é responsabilidade de todos/as! 


Como RP, mulher com deficiência, estudante, profissional, influencer e em todos os espaços que estou e atuo, busco lutar pelos meus pares e contribuir com a conscientização e mobilização social em prol de uma sociedade inclusiva. 


Um desses espaços que venho atuando é como estudante de pós-graduação e pesquisadora, participando de eventos acadêmicos e congressos contribuindo com produções de artigos e compartilhando reflexões e experiências sobre minha história de vida para que com ela novos profissionais se abram para inclusão e novos espaços sejam pensados para que todos caibamos no mundo. No mundo escolar, no mundo das baladas, no mundo do amor, no mundo do trabalho, em todo o mundo. 


Bem, sendo assim então, fui eu participar do 6º Seminário Internacional de Comunicação Organizacional - SICO que promove um intercâmbio Científico entre pesquisadores, professores e estudantes de graduação e pós-graduação sobre questões epistemológicas e discursivas do campo da Comunicação no contexto organizacional. 


Esse evento aconteceu em Viçosa - MG nos dias 29,30/11 e 01/12, ou seja, meu dezembrou começou na luta, na produção acadêmica, no trabalho, mas também curtindo com minha galera de RP. Adorooooo!!! 


Foram dias íncríveis de muito aprendizado, trocas e diversão. Vou compartilhar por aqui um pouco de tudo que rolou por lá. Ah, quero deixar registrado também meu reconhecimento a AIC que sabe de sua importância quanto instituição que assume a inclusão na prática e investe no protagonismo dessa RP com síndrome de Down, apostando que uma pessoa com deficiência intelectual também pode ser uma intelectual.



Desejo que outras instituições se inspirem e se abram para inclusão assim como a AIC. Precisando de dicas...chama a gente, pode não ser rápido e simples a inclusão no mundo do trabalho, mas é possível, toda inclusão é possível, basta se abrir e estar disposto a fazer diferente, basta se abrir a diversidade. Afinal...a diversidade é uma riqueza humana, né minha gente!?


De riqueza humana a AIC entende bem! E foi também em dezembro que nós AICeres (forma como nos referimos aos colaboradores da AIC) nos reunimos para comemorar 30 anos dessa importante instituição.


Em uma grande roda de conversa, compartilhamos nossos encontros com a AIC e o tanto de coisa boa e gente bacana que a instituição foi capaz de reunir ao longo de 30 anos de história. Foi muito emocionante! Que bom fazer parte disso já há 04 anos e espero que por muitos e muitos anos!



Depois tivemos um maravilhoso momento cultural chamado de "Esbaforido". Esse nome é muito curioso e talvez nos represente por estar meio esbaforido com um tanto de coisa que se faz por lá, mas nossa pressa mesmo é por uma sociedade melhor para todo, somos esbaforidos pela promoção da cidadania!


Eu amei o encontro, ver toda a galera da AIC, relembrar momentos e histórias, sorrir, emocionar, comer, beber e festejar. Foi assim que a gente comemorou nosso 2023 na festa da firma, com uma grande confraternização.


Agora é recarregar as energias e planejar nosso 2024!


Bjusss e boas festas para vocês! 


Abraços carinhosos, 

Luísa Camargos! 

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page